ANJO DE GUARDA - PARTE II

Por Nádia de Iansã


 


O QUE SÃO OS ANJOS ?

Anjos são entidades espirituais elevadas, ou seres de luz, que servem à humanidade como mensageiros divinos, repassando aos homens a energia positiva de Deus, para que vivam em paz e harmonia na Terra. Estão sempre prontos a nos ajudar, auxiliando-nos a vencer as dificuldades e a superar os problemas que nos afligem. São considerados símbolos do amor incondicional e sua principal característica é o

bom humor.

Cada vez mais e mais pessoas se beneficiam com a redescoberta dos anjos. É muito bom saber que sempre podemos contar com estes amigos incansáveis e dedicados, que nos transmitem uma agradável sensação de segurança e tranquilidade.

Bem, esse assunto, muitas vezes na Umbanda, ou é deixado de lado, ou é tratado de forma secundária, mas para o médium é de suma importância. Você sabe a importância dos anjos da guarda na Umbanda? Bem, os anjos da guarda nos protegem e acompanham a cada dia. E esse acompanhamento também está nas horas de trabalho (giras). Sim, porque estamos numa corrente espiritual onde espíritos sem luz e perturbados, confusos, enfim vem contra nós. Os Orixás, Guias, Entidades nos protegem, mas a presença do anjo da guarda antes e depois da incorporação é por

demais importante.

Um exemplo, normalmente quando uma pessoa sofre um trabalho de demanda, um trabalho contra o bem estar dela, o primeiro reflexo que se nota é o enfraquecimento de seu anjo da guarda, tornando-o distante e deixando a pessoa vulnerável. É comum que os Guias/Entidades do terreiro, quando se vêem à frente de uma pessoa com demanda, venham a pedir uma obrigação de anjo de guarda.


OBRIGAÇÃO DE ANJO DA GUARDA ?!?!?!?!?!

Sim, uma obrigação de anjo de guarda nada mais é do que um reforço para restaurar os laços entre você e seu anjo da guarda. Esse reforço consiste em trazê-lo mais próximo de você, com mais força para te proteger contra os “ataques” da demanda.


E PARA OS MÉDIUNS?

Com toda a certeza, para os médiuns, os anjos da guarda são tão importantes quanto os próprios Orixás e Entidades.

Quando o médium vai incorporar, para que o Orixá/Entidade se aproxime, o anjo da guarda permite a passagem para ocorrer a incorporação. Quando o Orixá/Entidade está incorporado no médium, o anjo da guarda permanece ao lado, pois o médium está protegido por energias do Orixá ou Entidade que está ali. Quando há o processo de desincorporação, o Anjo da Guarda se aproxima mais, para manter o equilíbrio

do médium. Portanto, os médiuns devem ficar atentos para não oferecer resistência na hora da desincorporação desse Orixá/Entidade, pois existe uma hora certa em que o Orixá deve deixar a matéria assim que o anjo da guarda se aproxime, não deixando a matéria desprotegida.


Saiba que :

Você sabia que um dos patronos da Umbanda é o arcanjo São Miguel? Sim, o Arcanjo Miguel lutou contra as forças do mal e derrotou Lúcifer, sendo este obrigado a deixar o Reino do Céus e a viver no Mundo das Trevas.

Assim como o arcanjo Miguel, a Umbanda luta contra espíritos malignos e professa a doutrina, acima de tudo, de que só o bem e a caridade são a salvação.

 

O seu anjo da guarda, sempre anda com você em qualquer lugar que esteja, pronto

a lhe proteger; embora você não o veja. O céu não tem entradas, lá não precisamos bater; pois, chegando ao fim da jornada, sempre há alguém para nos receber.

420 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo