LINHA DE CURA NA UMBANDA

#mitoouverdade

Os mentores de cura trabalham em diversas religiões, inclusive na Umbanda. São muito discretos em sua forma de se apresentar e trabalhar, e estas formas mudam de acordo com a religião ou local em que irão atuar. São Espíritos de grande conhecimento, seriedade e elevação espiritual.

São Espíritos que quando encarnados foram: Médicos, Enfermeiros, Boticários, Pajés, Curandeiros, Orientais (que exercem sua própria medicina desde bem antes das civilizações ocidentais), Religiosos (monges, freis, padres, freiras, etc.), ou exerceram qualquer outra atividade ligada à cura das enfermidades dos seres humanos, seja por métodos físicos, científicos ou espirituais.

Este exército de caridade é classificado em sete agrupamentos ou Legiões:



I – Legião dos Doutores ou Médicos: Composta por doutores da medicina ocidental convencional ou homeopatas : Dr. André Luiz, Dr. Rodolfo de Almeida, Dr. João Correia, Dr. José Gregório Hernandéz, entre outros.


II – Legião dos Médicos Orientais: Terapeutas orientais, especialistas em fitoterapia, acupuntura, massagem e nas principais disciplinas médicas tradicionais da Ásia: Ramatis, Mestre Agastyar, Babaji.


III – Legião dos Curandeiros: Curandeiros e Xamãs nativos das Américas, África e Oceania: caboclos e pretos velhos, feiticeiros tradicionais, alguns exus – como o Exu Curador, Seu Maramael.


IV – Legião dos Rezadores: Rezadores, benzedores e os praticantes da medicina religiosa ou espiritual. Aqui encontramos todo os que curavam pela imposição das mãos, fé e oração : Pai João Maria de Agostinho, Pai João de Camargo, Vó Nhá Chica, Mestre Philippe de Lyon, Abade Julio.


V – Legião dos Raizeiros : Praticantes da medicina folclórica e mágica regional. São os mestres juremeiros brasileiros, os ervateiros ou chamarreiros das Américas e todos os especialistas na flora, fauna e minerais curativos: Dom Nicanor Ochoa, Mestre Inácio, Mestre Carlos de Oliveira, Mestre Rei Heron.


VI – Legião dos Cabalistas e Alquimistas: Espíritos dos velhos cabalistas e alquimistas, conhecedores dos segredos das plantas e cristais : Pai Isaac da Fonseca (primeiro cabalista brasileiro), Nicolau Flamel, Paracelsus, Pai Jacó.


VII – Legião dos Santos Curadores: Santos católicos celebrados como médicos, curandeiros ou especialistas na cura de alguma doença : Santa Luzia (Olhos), Santa Ágata (seios), São Lazaro (doenças de pele), São Bento (envenenamentos), São Peregrino (protetor das pessoas com câncer).

Cada guia tem sua forma de restituir a saúde aos encarnados. Normalmente se utilizam de meios dos quais já se utilizavam quando encarnados, mas de forma muito mais eficiente, pois após chegarem ao plano espiritual puderam aprimorar tais conhecimentos. Além disso, esses Espíritos aprenderam a desenvolver a visão espiritual, através da qual podem fazer uma melhor anamnese (diagnóstico) dos males do corpo e da alma. Aliados aos seus próprios métodos individuais eles se utilizam de tratamentos feitos pelas equipes espirituais ou ministrados pelos encarnados com auxílio do plano espiritual.

Nos tratamentos cirúrgicos espirituais, lidaremos basicamente com a medicina vibracional. Portanto, é de grande valia o uso da água fluidificada em qualquer caso.

Observamos também, Guias Espirituais de Cura utilizarem ínfimas porções de ervas aliadas a água fluidificada com grande êxito. Isso seria o uso vibracional das ervas e não o uso de princípios ativos delas.


Os Males que afetam o Assistido:


• Males Físicos: Todos os males físicos de que os encarnados sofrem são causados pelos maus hábitos, mentes desequilibradas, falsas crenças, vícios, sedentarismo e má alimentação. Os mentores nestes casos se utilizam das diversas terapias para a cura, mas principalmente esclarecem ao encarnado quanto à origem de tais males, sugerindo dietas, o abandono ou diminuição dos vícios e mudança de hábitos. Nestes casos a cura definitiva só pode ser obtida com a plena conscientização do paciente e com a sua força de vontade e compromisso na obtenção do equilíbrio orgânico.


• Males Mentais: Parte dos males mentais (depressão, angústia, apatia, etc.) são causados por obsessores, mas a maior parte deles tem por origem a própria atitude mental do paciente. Pensamentos negativos atraem energias negativas, que quando se tornam constantes e intensas podem se materializar no corpo físico na forma de doenças. Males como: úlceras, enxaquecas, hipertensão, problemas cardíacos, e até mesmo algumas formas de câncer são provocados pela mente desequilibrada do paciente, quando esta se encontra tomada por pensamentos negativos. Também neste caso os mentores além de indicarem os tratamentos apropriados, esclarecem ao paciente quanto à necessidade de mudar a atmosfera mental, com objetivo de não ficar atraindo continuamente energias desequilibrantes, costumam também sugerir passeios por locais da natureza e o hábito da prece como forma de atrair energias novas e regeneradoras.


• Males Kármicos: Os males kármicos se caracterizam por doenças incuráveis (fatais ou não) tanto pela medicina oficial, quanto por terapias alternativas ou por meios espirituais. Nestes casos o tratamento visa o alívio do paciente ou ampará-lo emocionalmente para que sua atitude mental não tome o rumo da revolta ou do desespero. As doenças kármicas são males que escolhemos antes de encarnar como forma de resgatarmos erros passados. Típicos males kármicos são: Cegueira de nascença, mudez, Idiotia, Epilepsia, Síndrome de Down, Más-Formações do corpo físico, câncer, etc. Na maior parte são males de nascença, embora algumas doenças possam ter sido “programadas” para surgir em determinada época da encarnação. Nestes casos os mentores não podem curar o corpo, pois através do padecimento deste é que o Espírito está resgatando suas faltas e aprendendo valiosas lições para sua evolução e crescimento.


• Males Espirituais: São aqueles causados pela atuação dos Espíritos (obsessores, vampirizadores, etc.) e que se refletem no corpo físico. Nestes casos os mentores cuidam do corpo físico enquanto o paciente é tratado também em sessões de desobsessão, descarrego, etc. Ou seja os mentores com as terapias à seu alcance minimizam e atenuam os males causados ao corpo físico enquanto o paciente é tratado na origem espiritual do mal de que sofre. Quando o paciente se vê livre da presença espiritual nociva, os mentores costumam ainda continuar com os tratamentos visando reparar os males que já haviam sido causados ao organismo, até que ele retorne ao seu equilíbrio.


7.886 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo