OXÓSSI E SEUS FILHOS

Por Nádia de Iansã


 

Oxóssi, é filho de Iemanjá com Orunmilá. É a divinização da floresta reinando sobre o verde e sobre os animais selvagens, dos quais é considerado o dono e dos quais possui todas as virtudes. Oxóssi é sagaz como o leopardo, forte como o leão, leve como um pássaro, silencioso como um tigre, observador como a coruja, sabe se esconder como um tatu, é vaidoso como o pavão, corre como os coelhos, sobe em árvores como o macaco, conhece os animais profundamente e com eles partilha o conhecimento da natureza. Dizem os mitos que aprendeu a caçar com seu irmão Ogum, quando este lhe deu as pontas de flechas e, mais tarde, a espingarda. A essência de Oxóssi é "atingir um objetivo". Fixar um alvo e atingi-lo. Oxóssi sempre foi o responsável por alimentar a família. É considerado o orixá que dá de comer às pessoas, pois sob seus domínios estão os animais e os vegetais. Assim, invoca-se a energia de Oxóssi quando se quer encontrar algo ou atingir algum objetivo e para prover sustento (moral ou físico) durante as jornadas. No limite, é Oxóssi o patrono da natureza, enquanto Ogum é a

cultura.

Como sempre foi muito observador aprendeu também os mistérios e poderes das plantas com Ossain, orixá dono dos poderes de cura das folhas, que certa vez o enfeitiçou, levando-o para o fundo da floresta a fim de ter companhia. Iemanjá, sua ciumenta mãe, enfurecendo-se, mandou que Ogum fosse buscar seu irmão na floresta e o arrancasse dos feitiços de Ossain.

Ogum assim o fez, mas como Oxóssi relutasse em voltar ao lar, e ao voltar desfeiteasse sua mãe, esta o proibiu de viver dentro da casa, deixando-o ao relento. Como havia prometido ao irmão ser sempre seu companheiro, Ogum foi viver também do lado de fora de casa.

Oxóssi tornou-se o melhor dos caçadores e diz o mito que foi ele quem livrou Araketu, sua cidade, de um grande feitiço das perigosíssimas ajés (feiticeiras africanas) Iyami Oshorongá, que se transformam em pássaros e atacam as pessoas e cidades com doenças e miséria.


Dia da semana: quinta-feira

Cores: verde

Símbolos: arco e flecha (damatá), chicote (iruquerê) 

Elemento: terra

Plantas: milho, jasmim-manga, carqueja, cróton. 

Animais: porco do mato

Metal: latão 

Comida: quibebe, milho cozido, tapioca, pamonha, canjica, frutas, Axoxo (milho de canjica vermelha cozida com mel enfeitado com fatias de coco), frutas, espiga de milho cozido, pamonha 

Bebida: aluá, batida de mel

Sincretismo: São Sebastião (20.1)

Domínio: as matas, os animais silvestres

O que faz: protege contra perigos, castiga quem faz coisas erradas; protege os animais e plantas. 

Quem é: o Rei da Mata, o provedor de sustento, o vingador. 

Características: refinado, exigente, sensível, discreto, rancoroso

Quizília: cabeça de bicho, (nos sacrifícios e alimentos) , ovo

Saudação: Okê Arô ! 

Onde recebe oferendas: na mata

Riscos de saúde: problemas de olhos, boca, dores musculares, intestino

Presentes prediletos: charutos, velas, mel, suas comidas e bebidas.


CARACTERÍSTICAS DOS FILHOS DE OXÓSSI

São pessoas muito agradáveis e comunicativas. Estão na maioria das vezes de bom humor e são ótimas companhias. Adoram sair à noite, assim como a maioria dos caçadores. Quando em fúria, ferem profundamente com a palavra. Sabem o que desejam e não descansarão enquanto não conseguirem. Eles são guerreiros, lutadores, e é muito raro algo conseguir abatê-los, parece que a energia da vida flui facilmente para essas pessoas.

Também são atenciosos e cuidadores, acompanham e auxiliam aqueles que estão aflitos ou doentes e não costumam pedir nada em troca, embora sintam, secretamente, a solidão da vida de um caçador silencioso.

Fisicamente, os filhos de Oxóssi, tendem a ser relativamente magros, um pouco nervosos, mas controlados. São reservados, tendo forte ligação com o mundo material, sem que esta tendência denote obrigatoriamente ambição e instáveis em seus amores.

O tipo psicológico, do filho de Oxóssi é refinado e de notável beleza. É o Orixá dos artistas intelectuais. É dotado de um espírito curioso, observador de grande penetração. São cheios de manias, volúveis em suas reações amorosas, multo susceptíveis e tidos como “complicados”. É solitário, misterioso, discreto, introvertido. Não se adapta facilmente à vida urbana e é geralmente um desbravador, um pioneiro. Possui extrema sensibilidade, qualidades artísticas, criatividade e gosto depurado. Sua estrutura psíquica é muito emotiva e romântica. No relacionamento são extremamente dedicados e zelosos, e não admitem de forma alguma a traição, pois isso desperta sua fúria. Eles magoam-se facilmente, e se algum dia você perder a amizade de um filho de Oxóssi, saiba que será para sempre. Os filhos de Oxóssi não aceitam serem enganados de nenhuma forma. Eles também são ótimos trabalhadores, muito focados e

determinados.

348 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo